É possível encontrar a resposta para quase todo tipo de pergunta no Google. Mas você já se perguntou como essa busca funciona e como o Google consegue achar bilhões de resultados em poucos segundos?

Então confira agora a forma como os mecanismos de busca do Google funcionam e como ele decide quem vai chegar ao topo das pesquisas, um sonho para muitas marcas!

 

A busca pelas respostas

 

 

O Google busca as respostas para as bilhões de questões diárias através de um programa feito por ele mesmo, o chamado GoogleBot, o robô do Google.

Na web, os robôs são utilizados para fazer uma profunda busca por conteúdos e dessa forma indexar estas informações, ou seja, em poucos segundos o GoogleBot vasculha todas as páginas da internet sobre o assunto que você deseja e faz o registro de todas as informações que consegue encontrar sobre cada uma delas.

 

Lista Invertida

 

 

A lista invertida é uma técnica de busca utilizada pelo Google, ela permite mapear uma gama de símbolos e palavras que são catalogados de acordo com a posição bem como a presença dentro de uma página ou determinado documento.

É essa ferramenta que permite as buscas serem feitas de forma mais fácil. Além disso, também são mapeados o número de pessoas que acessam a página, o tempo que ficam nelas, onde o usuário clicou para acessar aquele site, dentre outros comportamentos.

Tudo isso tem uma grande influência no ranking de páginas do Google, o que veremos no próximo tópico.

 

O algoritmo

 

 

O que define a ordem do que você verá primeiro quando buscar por determinada palavra é o algoritmo do Google. E isso é um trabalho para o profissional de marketing digital, focado em SEO, estudar a forma como este algoritmo funciona para buscar ficar no topo do ranking, apesar da ampla concorrência.

Por isso, é muito importante utilizar as palavras-chave certas no site ou em um artigo de blog, o buscador do Google precisa entender claramente do que se trata o seu website ou post.

A autoridade do domínio de um site é mais um fator que conta muito para a sua página está no topo das buscas. Essa autoridade é ganha quando um site tem um bom conteúdo, ele precisa ser completo, além de receber links de outros sites. O Google vai entender como um site de confiança e este vai ranquear bem no buscador.

 

Para além das palavras

 

 

Chegou a hora de falarmos da intenção de busca ou keyword intent, ela é a capacidade que o buscador tem – através de seus algoritmos – de interpretar qual o objetivo real do usuário para além das palavras-chave. Portanto, é preciso otimizar todo o seu conteúdo para essas intenções de buscas.

Existem três tipos de grupos de intenções de busca, são eles:

 

– Buscas informacionais:

 

Representam a maior parte das buscas realizadas no Google e uma das mais importantes para o SEO. Então é importante otimizar com o objetivo de levar a informação completa ao usuário. Alguns exemplos deste tipo de buscas: sobre notícias, dicas de moda, receitas, tutorias, etc.

Geralmente as pessoas vão pesquisar, por exemplo, “como fazer um bolo de chocolate” ou “o que é um buraco negro”, “qual a melhor marca de calça jeans”, dentre outras questões.

 

– Buscas navegacionais:

 

O usuário faz essa busca quando quer encontrar um site ou empresa específica, como o Yahoo, Instagram, BBC, Amazon, etc.

 

– Buscas transacionais:

 

O nome já diz um pouco do que se trata, o usuário faz essa busca quando deseja fazer uma determinada transação como preencher um cadastro ou uma compra, por exemplo. Fica claro que este é o objetivo de busca com o maior potencial de conversão.

Conseguiu entender um pouco como o Google sempre tem as repostas para o que você precisa? Esperamos que sim! E se precisar de ajuda para colocar a página da sua marca em melhores posições no ranking do maior serviço de busca do mundo, conte com a gente clicando aqui.

 

Share This
Marketing Digital Google: Entenda o funcionamento por trás das pesquisas
%d blogueiros gostam disto: