Vivemos uma Revolução Digital

Revolução Digital: O que cada negócio pode fazer para se reinventar?

 

Todos já pudemos observar as consequências causadas pelo Coronavírus em diversos âmbitos da sociedade. Pessoas e, consequentemente, negócios estão sendo afetados direta e/ou indiretamente, o que nos coloca num cenário nunca visto antes pela atual geração. A Revolução Digital veio para ficar e você precisa saber como cada negócio pode se reinventar.

 

A primeira coisa que os empreendedores se perguntam é “Como meu negócio poderá sobreviver a esta situação?”. Antes de responder esta pergunta, que vai muito além de Marketing Digital, vamos falar sobre ações básicas e princípios que não deve ser deixados de lado, nem mesmo nesse momento.

 

As pessoas em primeiro lugar

 

A saúde da população e a segurança da sociedade deve ser a prioridade agora,

Existem estimativas de que a pandemia custará mais de US$2.7 trilhões à economia global, o que gera forte receio tanto nos empresários quanto em assalariados e autônomos.

 

Por esse motivo, a empatia e a humanização são fundamentais. A responsabilidade social das empresas deve ser lembrada, já que elas influenciam diretamente na rotina, no estilo de vida e na circulação da maioria das pessoas. Dessa forma, suas decisões podem ter um impacto direto na expansão e nas consequências de uma crise de saúde.

 

Se você já conseguiu priorizar as vidas a sua volta, chegou a hora de colocar em prática as ações necessárias para manter seu negócio saudável enquanto o período de reclusão não acaba. Confira as dicas para cada tipo de negócio.

 

1 – MERCADOS E FARMÁCIAS

 

Revolução Digital e Marketing Digital 2

 

Muitos veem esses estabelecimentos como minas de ouro durante esse período, mas não se engane, a responsabilidade social precisa falar mais alto. 

Umas das primeiras atitudes a se tomar deve ser a limitação da quantidade de itens por pessoa, assim os clientes não poderão estocar produtos e evita-se que pessoas mais vulneráveis fiquem sem itens básicos.

Como a circulação nas ruas deve ser evitada ao máximo, investir nas vendas online também é uma prioridade, além de ser uma recomendação do SEBRAE você pode aumentar a equipe deste setor ou remanejar funcionários de outras áreas.

Bônus: Vá além e priorize vendas para idosos e portadores de necessidades especiais, facilitará muito a vida dessas pessoas.

 

3 – LOJAS FÍSICAS

 

O principal objetivo neste caso é não perder o vínculo com seus clientes, por isso diversifique os canais de contato, adotando e-mail, Whatsapp e anúncios pagos (pois muitas vezes postagens orgânicas nas redes sociais não alcançarão todo o público).

Ofereça entregas gratuitas para os produtos que as pessoas normalmente comprariam presencialmente. Dê condições especiais para clientes assíduos, afinal, fidelização é a palavra do momento.

 Quer ter um diferencial? Facilite a compra de profissionais de saúde, limpeza segurança. Você poderá ajudar aqueles que estão na frente do combate à pandemia.

 

3- BARES E RESTAURANTES

 

Revolução Digital e Marketing Digital

 

A primeira coisa que você deve fazer é investir no Delivery. Não apenas oferecer a opção, mas concentrar todos os seus esforços em comunicar a todos os clientes e público-alvo, que seu estabelecimento está preparado para atender no conforto dos seus lares.

Aliada a divulgação do delivery, você deve comunicar todas as suas ações de limpeza e higiene na cozinha e nas formas de entrega. Afinal, a saúde de colaboradores e clientes é a maior prioridade.

Por último, monte escalas de trabalho flexíveis para evitar aglomeração e pense em horários alternativos para que sua equipe de trabalho fique mais segura.

 

4 – ESCOLAS E CURSOS

 

Viabilizando ferramentas online e/ou Apps você não estará apenas ajudando seu negócio, mas também facilitando a vida dos pais que precisam trabalhar e cuidar de seus filhos, assim como as pessoas que não querem deixar de estudar neste período.

Crie uma comunidade mais engajada com sua Instituição. Se ainda não tiver, crie um grupo de Whatsapp com alunos ou responsáveis e intensifique a comunicação, tirando dúvidas e tranquilizando a todos o máximo que puder. Esse é o momento de exercer a empatia aliada a um bom atendimento.

Se possível, utilize plataformas de gamificação, elas ajudam muito no engajamento e dinamização das atividades online.

 

5 – SERVIÇOS

 

Revolução Digital e Marketing Digital

 

O que acha de colocar antigos projetos em prática e oferecer novidades para reter os clientes atuais? Um bônus gratuito no seu serviço pode manter contratos ativos.

Facilite as condições de pagamento, serviços recorrentes costumam ter um ticket-médio mais alto, para incentivar os clientes a continuarem seguindo com você, ofereça opções flexíveis de pagamento.

Se o seu serviço for totalmente presencial, avalie a possibilidade de realizar atendimentos online. Este pode ser um novo modelo de atendimento no seu negócio, mesmo após esta fase passar.

 

6 – AGÊNCIAS DE VIAGEM E HOTÉIS

 

Possivelmente, este é um dos setores mais afetados pelo Covid-19. Para amenizar os impactos das restrições de viagens, possibilite remarcações gratuitas para seus clientes e diminua o número de cancelamentos.

Ofereça bônus para adiamentos. Seu cliente está na dúvida se adia ou cancela um serviço? Que tal oferecer um upgrade gratuito? Assim você pode incentivá-lo a optar pelo adiamento.

O ponto mais crítico são as novas vendas, para isso, divulgue pacotes a longo prazo, oferecendo condições especiais para serviços que serão utilizados num prazo de 6 meses ou mais.

 

7 – IMOBILIÁRIAS

 

Uma boa opção é investir no Tour Virtual e divulgá-lo no seu site, essa ferramenta faz com que o visitante se sinta dentro do imóvel, como se estivesse ao vivo e pode ajudá-lo a manter as vendas mesmo em tempos de isolamento.

Priorize a oferta de imóveis amplos e próximos à natureza, neste período onde o nosso lar se tornou o melhor refúgio, muitas pessoas estão refletindo se o local onde moram é o mais adequado e buscando novas opções.

Se você trabalha com locação, sugerir aos locadores que flexibilizem o pagamento dos aluguéis é uma boa atitude. Com isso, é possível evitar inadimplências e ajudar pessoas que estão sofrendo mais com esta situação.

 

Dicas Gerais

 

Independente da sua reserva financeira disponível, os impactos econômicos estão sendo sentidos por todos. Por isso, algumas medidas são de recomendação geral.

Negocie com seus fornecedores. Estamos todos no mesmo barco, por isso pedidos de facilidades e flexibilizações serão ouvidos com mais atenção neste momento.

Se sua empresa utiliza alguma tecnologia, este é o momento reavaliar aquelas ferramentas ociosas ou que não estejam sendo tão utilizadas da forma correta.

Faça o que estiver ao seu alcance. A Microsoft, por exemplo, criou um mapa em tempo real da pandemia coletando dados dos relatórios divulgados pela OMS, o Centro de Prevenção e Controle de Doenças dos Estados Unidos e outras fontes. Um pouco de criatividade e pensamento solidário poderão não só ajudá-lo a passar pela quarentena, mas quem sabe, também a reduzir a disseminação do vírus.

 

Entenda o que mudou e o que não volta mais

 

Pessoas e Instituições se viram obrigadas a tomar atitudes que fariam muitos torcerem o nariz há poucos meses atrás. E algumas dessas mudanças vieram para ficar nessa Revolução Digital.

Gestores, que não cogitavam o home office, precisaram aderir ao modelo de trabalho de um dia para o outro (e viram que era bom!). As videochamadas tão temidas por alguns acabou se tornando um dos momentos mais animados da quarentena.

O delivery está bombando e tem muita gente se perguntando por que não fazia isso antes. Os avós por sua vez estão cada dia mais “digitalmente incluídos”, filhos e netos agradecem! E o que dizer dos novos hábitos de higiene? Essa mudança realmente precisa ficar!

Analisando todas essas transformações, não podemos negar que muitas delas se tornarão permanentes. Agora conseguimos enxergar as vantagens escondidas em cada hábito e temos certeza que o mundo como era antes, não voltará mais. O que nos aguarda é uma sociedade mais tecnológica, empática e cada vez mais preocupada com a saúde e o meio ambiente.

 

Quer mais dicas como essas ou descobrir a melhor estratégia de marketing digital para o seu negócio? Clique aqui e fale direto com a nossa Agência.

 

 

0/5 (0 Reviews)

Gustavo Venancio (43)

CEO e Fundador da About Grow e Grupo AGX.

Deixe uma resposta

Rolar para cima